aware_balões.png

curso de extensão

GESTALT-TERAPIA

COM CASAIS 

Não há eventos programados no momento

COM O PROFA. DRA. 

CARLENE MARIA DIAS TENÓRIO*

OBJETIVOS
- Conhecer a teoria e as formas de intervenção da Gestalt-Terapia com casais.

- Desenvolver a capacidade para atender casais, com base na teoria e nas formas de intervenção da Gestalt-Terapia.

PÚBLICO-ALVO

- Profissionais da área de Psicologia

- Estudantes do 8º, 9º e/ou 10º semestres do curso de graduação em Psicologia.

 

 

 

 

 

 

 

 

RESPONSÁVEIS

*Carlene Maria Dias Tenório (CRP 1/6273)
Gestalt-Terapeuta desde 1981; Mestre e Doutora em Psicologia Clínica pela Universidade de Brasília - UnB; Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará - UFC: Professora do Instituto de Gestalt-terapia de Brasília desde 2006; Professora da Universidade de Fortaleza - UNIFOR (1986 a 1994) e do Centro Universitário de Brasília (1994 a 2015).

Suelen Falcão

Gestalt-Terapeuta desde 2008; Especialista em Saúde da Família e da Comunidades; Especialista em Neuropsicologia pela UniChristus; Graduada em Psicologia pela Universidade de Fortaleza - UNIFOR; Graduada em Filosofia pela Universidade do Estado do Ceará - UECE.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO  

foto1.jpg

NOVO FORMATO:
ONLINE


VAGAS

LIMITADAS

03, 04, 17 e 18

 de junho

Sextas-feiras das 18h às 22h

Sábados das 8h às 12h e das 14h às 18h

 

Investimento:

R$ 800,00 para profisisonais

R$ 700,00 para estudantes
em até 3x sem juros

ou 12x com acréscimo

no cartão de crédito

pelo PagSeguro.

Carga Horária:
24 horas

NOVAS DATAS:

GARANTIRPRIMEIRO
cupom
20%

de desconto para
as 10 primeiras inscrições.
 

MÓDULO 1 - Principais pressupostos teóricos e práticos da Gestalt-terapia

03/06 das 18h às 22h

• Metabolismo mental.
• Campo organismo-meio.
• Contato e fronteira de contato.
• Awareness, figura e fundo, aqui e agora.
• Autorregulação organísmica e ajustamento criativo.
• Ciclo de contato e interrupções do ciclo de contato.
• Concepção de saúde e doença.
• Objetivos terapêuticos e relação terapeuta-cliente.
• Formas de intervenção terapêutica com exemplos de técnicas e experimentos.

MÓDULO 2 - Principais fatores desencadeadores de crises e queixas conjugais

04/06 das 8h às 12h

• Incompatibilidade entre os cônjuges quanto às necessidades, expectativas e preferências de cada um, no que diz respeito à relação sexual, educação dos filhos, divisão de tarefas, ciclos de amizade, formas de diversão, etc.
• Transferência, para o relacionamento conjugal, de experiências vividas na relação com as figuras parentais.
• Interferência, no dia a dia do casal, de traumas, carências e experiências mal resolvidas vivenciadas no passado em outros relacionamentos.
• Falta de reconhecimento, valorização, aceitação e respeito pela individualidade do outro.
• Intolerância que dificulta a convivência com a família de origem e os parentes de um dos cônjuges.
• Ausência de diálogo, devido à incapacidade de perceber claramente, em si e no outro, sentimentos, necessidades, expectativas e atitudes, por não conseguir enxergar, escutar, nem se comunicar de forma adequada com o outro.
• Construção e manutenção de segredos, de sentimentos não revelados de raiva, mágoa, insegurança, desconfiança, etc.
• Criação e projeção de uma imagem idealizada de homem ou de mulher, de esposo ou esposa, responsável pelo sentimento de frustração, desilusão e decepção em relação à vida conjugal.
• Introjeção de conceitos, valores e crenças equivocadas responsáveis por problemas relativos à percepção de si e do outro, gerando, em cada cônjuge, sentimentos de inferioridade ou superioridade, impotência ou superpotência, autodesvalorização ou valorização em excesso de si mesmo, confiança ou desconfiança exagerada, intensa dependência ou independência emocional.
• Conflito dominador-dominado mantido pela imposição ou submissão de um em relação ao outro.
• Ansiedade de separação (confluência) ou de sufocamento (egotismo), caracterizada por necessidades de segurança e apoio ou de liberdade e autonomia.
• Sentimento de frustração persistente por não ter os próprios sonhos, desejos e projetos, contemplados pelo outro, ou pela cooperação deste.
• Fixação na abertura ou no fechamento das fronteiras entre os dois parceiros, ou entre eles e as pessoas que os rodeiam.

MÓDULO 3 - Os mecanismos de bloqueio do contato e como eles interferem na relação conjugal

04/06 das 14h às 18h

• Introjeção.
• Projeção.
• Proflexão.
• Petroflexão.
• Egotismo.
• Confluência.
• Fixação.
• Dessensibilização.
• Deflexão.

MÓDULO 4 - Os vários tipos de relação disfuncional entre os cônjuges mantidos pela combinação de mecanismos de bloqueio do contato utilizados por eles

17/06 das 18h às 22h

• Introjetor com projetor.
• Introjetor com introjetor.
• Proflector com retroflector.
• Proflector com proflector.
• Retroflector com retroflector.
• Egotista com confluente.
• Egotista com egotista.
• Confluente com confluente.
• Fixado com dessensibilizado.
• Fixado com fixado.
• Dessensibilizado com dessensibilizado.
• Deflector com deflector.
• Deflector com introjetor, projetor, proflector, retroflector, egotista, confluente e dessensibilizado.

MÓDULO 5 - Objetivos e procedimentos terapêuticos

18/06 das 8h às 12h

• Escutar e acolher as queixas dos cônjuges, procurando descobrir e mostrar a eles os aspectos positivos e saudáveis da relação conjugal.
• Pedir aos cônjuges que descubram e digam um para o outro os motivos pelos quais desejam manter e melhorar a relação entre eles.
• Identificar o padrão rígido e disfuncional da relação conjugal, ampliando a consciência dos cônjuges sobre esse padrão.
• Investigar as vantagens e as desvantagens, o ônus e o bônus da criação e manutenção desse padrão de relacionamento.
• Descobrir os padrões de funcionamento individual que contribuem para a disfuncionalidade da relação conjugal.

• Identificar e mostrar aos cônjuges os mecanismos de bloqueio do contato utilizados por eles e como estes mecanismos contribuem para seus problemas de relacionamento.
• Promover o diálogo entre os cônjuges, com base nos princípios da relação eutu e da comunicação não violenta, no sentido de desativar os bloqueios de contato e instaurar um o contato pleno entre eles no aqui e agora.
• Exercitar a escuta e a compreensão empática, através da técnica de troca e inversão de papéis, incentivando a comunicação sincera e aberta de pensamentos, sentimentos, necessidades e expectativas em relação ao outro.
• Passar tarefas de casa, no sentido de ampliar a consciência de cada cônjuge sobre os próprios sentimentos e atitudes em relação ao outro; experimentar formas diferentes de comportar em relação ao outro e tentar reagir de forma mais construtiva às atitudes do outro que lhe incomodam, ao mesmo tempo em que procura entender os motivos desse incômodo.

MÓDULO 6 - Vivências através de experimentos, discussão e supervisão de casos clínicos.

18/06 das 14 às 18h

Não há eventos programados no momento